Toxic Carnage – Primitive

Eae galera, sejam bem vindos ao CAFÉ AMPLIFICADO, eu sou o Furukawa e nessa Sétima edição nós trazemos o novo EP da banda Toxic Carnage chamado “PRIMITIVE”, lançado no dia 19 de Novembro de 2022.

Eu poderia começar dizendo que a primeira música speed metal drunk começa com o pé na porta e um soco na cara, mas isso seria um diminutivo; a banda simplesmente ignora a porta, arrebenta a parede da sala de estar e o vocalista(Robson Dionísio)grita na sua orelha até seus tímpanos sangrarem! “Speed Metal Drunx” realmente é uma ótima música pra começar a porradaria.

A segunda faixa, “Artificial Life”, nós diminuímos o passo (mas não muito e por pouco tempo, afinal isso é um disco de thrash metal nuclearmente tóxico e ácido) e curtimos os riffs nas mãos do (nome guitarra). Música tipica pra um para stage dive, e um ressalvo pra linha de baixo(também do Robson Dionísio)que ta animalescamente foda!

Se na faixa anterior a gente sente vontade de fazer stage dive, na faixa “Hellcomotive” temos vontade de arrancar a cabeça de alguém no mosh. Braço rodando, murro de todos os lados, latinhas espirrando cerveja, batimentos cardíacos acelerados e bateria(baquetadas assassinas por Bruno Campos)estralando. Ela tem os riffs mais fodas do EP na minha opinião, direto das mãos do Roberlei Cristiano e também o melhor solo; autoria do Paulo Almeida, musico convidado que arrepia nos 4 solos desse disco!

Em seguida temos “Atomic Raid”, que na minha opinião é a mais fraca do disco – mesmo assim é a que tem o refrão mais forte, que mais colou na minha cabeça, e também é a música mais longa do EP, ganhando por 2 segundos da “Artificial Life”.

O EP, segundo o próprio Robson diz, “foi gravado de forma caseira no nosso home studio; Bateria captada na sala onde ensaiamos, com uma interface emprestada de 4 canais e microfones de qualidade duvidosa”, e mesmo assim carrega uma tonelada de peso a 200km/h numa descida carregando uma quantidade igual a Chernobyl de Carnificina Tóxica. Trampo de primeira, com equipamento de segunda!! Em breve pretendo fazer uma resenha do Outro EP(o que eu ouvi primeiro deles) chamado “New Normal”, com um dos melhores covers de Bad Religion que eu Ja Ouvi.

Como todo EP, não tem Top 5 hoje. Afinal, o unico erro desse EP é ele ser Curto.

Compartilhe

Notícias

Sem anistia!

Passou e passou muito da hora de acertarmos as contas com o fantasma de nosso passado, que volta e meia sempre nos atormenta. Mas creio

Notícias

Adeus, Pelé!

Pouco mais de dois anos após a morte de dom Diego Armando Maradona, nestes últimos momentos de 2022, perdemos Pelé, o Rei do Futebol. O