https://player.maxcast.com.br/mutanteradio
 

QUARTETO CEARENSE MAD MONKEES LANÇA O SINGLE"SEM REAÇÃO"  
Música traz à tona os desastres ambientais ocorridos especialmente em MG 

SEM REACAO 3000x3000.jpg

FOTO: DIVULGAÇÃO

No mês de julho a banda Mad Monkees lançou, nas plataformas digitais, a música "Sem Reação". A letra, composta pelo Mad Monkees, em parceria com a cantora e compositora Maria Sabina, retrata os desastres ambientais ocorridos, especialmente em Minas Gerais, como o rompimento das barragens em Brumadinho e Mariana.  

 

“A nossa inspiração vem da defesa da causa ambiental, negligenciada pelo governo federal há anos, e agora mais ainda com as queimadas no Pantanal e na Amazônia, além da exploração ilegal de madeira, invasão a terras indígenas pelos grileiros e garimpeiros, causando morte e destruição da floresta, dos animais e dos povos indígenas”, afirma o cantor e guitarrista, Felipe Cazaux.“Queremos chamar a atenção do nosso povo brasileiro para que a luta para manter nossa fauna e flora seja ininterrupta e feroz, pois eles são agressivos e cegos pela ganância. Para passar esta mensagem claramente, escolhemos cantar em português”, continua. 

  

O single foi gravado em Fortaleza, no Magnólia, pelo Lucas Guterres, e em São Paulo pelo baixista e produtor musical do Mad Monkees, Klaus Sena, no seu estúdio Índigo Azul.  

 

A banda prepara um novo álbum com dez músicas. Destas, quatro já estão prontas.  A previsão de lançamento será na metade de 2022. Além das músicas novas, o quarteto cearense participará de duas coletâneas tocando covers de clássicos do Rock. 

 

Confira o lyric vídeo abaixo:

 

Nova formação 

 

O Mad Monkees está com nova formação: Felipe Cazaux (guitarra e voz), Klaus Senna (baixo), Netto de Sousa (bateria) e Capoo Polacco (guitarra). 

 

O baixista Klaus Sena produziu dois Eps (o autointitulado Mad Monkees, de 2015, e o Guerra, de 2019), já participou e produziu muitos artistas em seu estúdio, acompanhou vários deles no palco e toca com Felipe Cazaux desde os 16 anos, em vários projetos. Também foi responsável por apresentar o produtor Carlos Eduardo Miranda (morto em 22 de março de 2018) para a banda e criar a conexão para produzir o primeiro álbum, em que gravou uma participação especial na música "Try Harder".   

 

O baterista Netto de Sousa acompanhou Felipe e Klaus entre 2005 e 2009, retornando a tocar com Felipe recentemente em seus shows. Netto tem experiência na frente e por trás dos palcos e é músico profissional há mais de 20 anos. 

Bio (escrita por Clemente Nascimento / Inocentes e Plebe Rude) 

 

Quatro macacos malucos, alucinados, vagando pelo espaço a bordo de sua nave espacial, observam a Terra à procura de um lugar onde exista sanidade para poder pousar. A busca sem fim termina em 2015, em Fortaleza (CE), onde eles aterrissam e montam a banda Mad Monkees. 

Eles usam o rock pesado e direto para falar de suas incertezas e certezas nesta floresta digital. Hoje eles são Felipe Cazaux (guitarra e voz), Klaus Senna (baixo), Netto de Sousa (bateria) e Capoo Polacco (guitarra). 

Por onde passam, esses macacos angariam seguidores – gente que não acredita mais na raça humana e bota fé na civilidade dos símios. Seu primeiro EP, de 2015, produzido por Klaus Senna e com PH Barcellos na bateria e Hamilton de Castro no baixo, foi muito bem recebido pela imprensa local, nacional e, também, pela internacional. O que impressionou foi que, além de um som elaborado, instigante e pesado, a arte gráfica e estética saltava aos olhos, complementando a sonoridade da banda com um conceito artístico marcante.  

Esse EP os levou para palcos importantes de três estados diferentes. Participaram dos Festivais Do Sol e Suado (RN), Dragão do Metal, Feira da Música e Rock-Cordel (CE), e fizeram o show de lançamento do EP no Sesc Belenzinho, em São Paulo, onde ganharam experiência e bagagem. 

 

Em 2017, lançaram seu primeiro álbum, produzido por ninguém menos que o renomado produtor Carlos Eduardo Miranda (morto em 22 de março de 2018) e o ganhador do Grammy latino de 2017, Rodrigo Sanches, duas presenças importantes. Além disso, masterizaram o disco no Sterling Sound (NY). O resultado é um verdadeiro petardo, com letras afiadas em um inglês impecável, guitarras gritantes envolvendo canções vibrantes e melodias assoviáveis. Destaque para “Monkee Business”, que virou single e ganhou um belíssimo lyric video de animação, produzido e dirigido por Gabriel Pessoa, e para a pesada, porém introspectiva, “I Cannot Feel”, que tem a participação de Emily Barreto, do Far From Alaska. Esta última certamente frequentaria as rádios rock do país se ainda houvesse a cultura de se divulgar o rock independente.

 

O álbum rendeu participações em festivais pelo Brasil, como o Bananada (GO) e o Maloca Dragão (CE), e shows de lançamento em várias capitais como Brasília, São Paulo, Belo Horizonte, além de shows no interior do Ceará e Rio Grande do Norte. 

 

Em 2018, já com Renan Maia no baixo, lançaram o ótimo single “Are You Going Mad”. Em 2019, uma passagem por São Paulo rendeu um álbum ao vivo, gravado no Estúdio Showlivre com sensação de missão cumprida. No mesmo ano, lançaram um novo trabalho, também produzido por Klaus Senna, o EP Guerra, em que os macacos se mostram impactados pelos horrores da guerra e experimentam sua primeira música em português. O resultado surpreende e inspira a banda, Klaus assume definitivamente o baixo e a produção musical e Netto assume a bateria. 

 

Já em 2021, em plena pandemia, caos político e social, a macacada se prepara para uma nova viagem. Os motores de seu foguete estão ligados e prontos para partir. Várias canções em português surgiram e devem ser lançadas no decorrer no ano. Essa nova viagem está sendo produzida por Klaus em seu estúdio em SP, Felipe, Netto e Polacco estão mais afiados do que nunca. Podem se preparar para o que vem pela frente, pois esses macacos são loucos, completamente alucinados, mas de bobos eles não têm nada. 

Siga os Mad Monkees nas redes!

SPOTIFY   YOUTUBE   INSTAGRAM   FACEBOOK   BANDCAMP

Da redação mutante em 21/07/21