Lá se foi a copa…

Como diz a canção da grande banda punk Flicts, em sua excelente “Lá se vai o campeonato”, sobre um pênalti perdido que acaba com muitos sonhos, que une música e futebol de maneira certeira, posso utilizar uma menção no título que nos remete ao trio, afinal, a seleção brasileira se despediu, de maneira mais do que melancólica, da Copa do Mundo que está sendo disputada no Catar… sendo assim, lá se foi a copa… após um pênalti que bateu na trave.

A despedida do time da CBF não é somente melancólica pela maneira como foi derrotada dentro de campo. Faltou futebol, faltou uma torcida que realmente representasse nossa população nas arquibancadas, faltou a cultura de arquibancada, faltou proximidade dos atletas com o público que acompanha futebol diariamente e também com quem acompanhada de maneira esporádica.

Entre tantas faltas, faltou até mesmo sensibilidade e respeito aos animais, afinal, um integrante da CBF maltratou um gato antes de uma entrevista coletiva. Além do maltrato em lidar com o animal, desrespeitou a religião muçulmana que vê os felinos como parte de sua cultura e são encontrados em todos os lugares, pois um deles teria salvo Maomé de uma picada de cobra.

Assim como também faltou sensibilidade a alguns jogadores do elenco que disputava a copa. Óbvio que eles ganham muita grana e podem gastar da maneira como bem entendem, que isso é um problema deles. Mas será que era necessário fazer um vídeo de uma ida a um restaurante para jantar “carne com ouro”? Enquanto eles se esbanjavam com a iguaria, milhões de nossos compatriotas mendigam em ruas e calçadas e outros reviraram os cestos com lixo à busca em encontrar algo que sacie por algum momento a fome.

Falta de identificação com a população, falta de respeito com a religiosidade alheia, com os animais, sobra de soberba? Futebol nunca será somente algo que acontece dentro das quatro linhas, ele está além, não à toa que vimos durante as últimas semanas muitas denúncias e manifestos.

Vitórias e derrotas fazem parte do futebol, mas há derrotas e derrotas. A seleção de 1982 também foi eliminada em uma fase ante da semifinal, mas muitos não esquecem daquele esquadrão que apresentou um jogo de encher os olhos. A derrota até hoje é tida como uma tragédia. E desse time de 2022, quais serão as lembranças? O fraco futebol apresentado ao longo da copa, as entrevistas entediantes de Tite, os cabelos platinados de alguns jogadores ou o arremesso do gato? A história nos dirá!

Ivan Gomes é produtor e apresentador do programa 3 Notas e torcedor do Santos Futebol Clube

Compartilhe

Notícias

Adeus, Pelé!

Pouco mais de dois anos após a morte de dom Diego Armando Maradona, nestes últimos momentos de 2022, perdemos Pelé, o Rei do Futebol. O

Notícias

Kill Baidek – Meritocapetocracia

Eae galera, sejam bem vindos ao CAFÉ AMPLIFICADO, eu sou o Furukawa e nessa edição de numero 10 nós trazemos o Ultimo lançamento da banda